Rúbrica “Biblioteca sensível” traz biodanza a Silves

Rúbrica “Biblioteca sensível” traz biodanza a Silves

SHARE
, / 6 0

SILVES – Decorre no próximo dia 25 de setembro, pelas 20h30, na Biblioteca Municipal de Silves, uma aula experimental de Biodanza. A ação integra-se na rúbrica “Biblioteca Sensível” e será dinamizada por Célia Jasmin, facilitadora em supervisão pela Escola de Biodanza de Lisboa (sistema Rolando Toro).

Baseada num modelo teórico de base transdisciplinar, a Biodanza é um sistema de integração afetiva e desenvolvimento humano através da Dança e da Música, e que tem como referências a biologia, a arte e as ciências humanas. Os exercícios propostos destinam-se a elevar o nível de saúde, a promover o encontro humano e a estimular a criatividade não somente artística mas também existencial, favorecendo, assim, o desabrochar da identidade a partir do encontro com o outro, ao mesmo tempo que eleva a vitalidade e a alegria e promove a convivência.

Aberta ao público em geral, esta sessão inicial tem um custo associado de 5 euros por pessoa – requer inscrição prévia – e insere-se na nova rubrica da Biblioteca Municipal de Silves, designada “Biblioteca Sensível”, que pretende sensibilizar e divulgar junto da população do concelho, e de forma faseada, diversos formatos na área das terapias alternativas (risoterapia, musicoterapia, massagens interdisciplinares, entre outras).

O telefone 282 442 112 e o endereço de correio eletrónico biblioteca@cm-silves.pt são os contactos da Biblioteca Municipal de Silves disponíveis para a realização de inscrições e fornecimento de informação adicional sobre esta rúbrica.